3 de mar de 2012

Séries: The walking dead


Nome: The walking dead
Categoria: Ação/Aventura, Ficção, Suspense
Exibição: Fox - Episódio inédito toda terça feira às 22:00


O mundo que conhecíamos não existe mais. Uma epidemia de proporções apocalípticas varreu o mundo fazendo os mortos levantarem e se alimentarem dos vivos. Em questão de meses, a sociedade se desintegrou. Em um mundo dominado pelos mortos, somos forçados a finalmente começar a viver. Baseado na série de quadrinhos de Robert Kirkman, essa série centra-se no mundo após um apocalipse zumbi.

Se existe um seriado que me impressionou em todos os sentidos, esse seriado é The Walking Dead.
Me impressionou pq?
Pq eu sempre achei muito chato e irreal histórias de zumbi.
Sabe quando um tema não te apetece de maneira nenhuma?
Era assim que eu me sentia em relação á esse tema, filmes como A noite dos mortos vivos, Madrugada dos mortos e afins nunquinha da Silva que iriam ocupar um espaço na minha prateleira.
Porém, dia desses me dei a chance de assistir o primeiro episódio, aliás, foi um trato com o marido, “eu assisto com você, mas se não gostar do primeiro episódio, nem adianta insistir que eu não vou ver!”.

Mordi a língua, logo em seguida já vimos mais três, e em dois dias a primeira temporada já tinha ido embora, e começamos a assistir a segunda, assim que sai episódio novo eu já coloco pra baixar, pq embora passe toda terça feira episódio inédito na FOX, eu acho péssimo ser dublado, prefiro o áudio original, ou seja, legendado.

Mas voltando a série, ela é baseada em uma série de H.Q com o mesmo nome, que tem por foco a vida de um grupo de sobreviventes após o apocalipse zumbi.

Tudo se inicia quando Rick Grames e seu parceiro Shane atendem uma ocorrência, que termina em tiroteio e com Rick ferido, entrando em coma por algum tempo.
Ao acordar, Rick se vê em meio aos caos completo, ele descobre que cadáveres putrefez andam como se estivessem vivos, e não só o edifício em que estava, mas toda a cidade está destruída e deserta.
Imediatamente, Rick retorna para sua casa, na esperança de encontrar a esposa e o filho, mas nem sinal deles. Em meio a essa turbulência toda, ele se encontra com Morgan e Dwayne, pai e filho sobreviventes ao caos, e esses lhe explicam o que aconteceu desde que entrou em coma, e mais, dizem que em Atlanta há uma base militar de refugiados, uma fortaleza onde as pessoas não precisam se preocupar com o mundo “aqui” fora, e é acreditando que sua família está nessa base que ele parte em direção a cidade.
Mas como pouca desgraça é bobagem, é lógico que em pouco tempo ele descobre que em Atlanta não há base militar nenhuma, aliás, a chegar lá ele descobre que Atlanta está totalmente tomada pelos zumbis.
Não demora muito tempo para que ele se torne alvo fácil ali, e quando está prestes a ser atacado por uma multidão – eu disse multidão – de zumbis famintos, ele recebe ajuda de modo inesperado.
Um rapaz chamado Glenn, ex entregador de pizzas, que pertence á um grupo de sobreviventes, lhe dá cobertura para que ele saía dali com vida.

Ao seguir Glenn até o grupo de sobreviventes ao qual ele pertence, Rick descobre que sua esposa e seu filho fazem parte do mesmo grupo do rapaz, que é liderado por seu melhor amigo e ex-parceiro Shane, que por sua vez, não fica nadinha de nada feliz em saber que o amigo literalmente voltou dos mortos.
Shane e Lori – esposa de Rick – deram início a um relacionamento em meio á essa loucura toda, e mais, além de apaixonado por Lori, Shane já tratava o filho do amigo como se fosse dele.
O grupo o recebe muito bem e fica feliz por ter mais um policial e exímio atirador para protegê-los.

O porém, é que eles tem uma vida totalmente nômade, não ficam acampados muito tempo em lugar nenhum devido aos ataques de errantes – é assim que eles chamam os zumbis – deste modo, ao partirem em busca de um lugar para chamar de lar, eles se deparam com alguns problemas na estrada que dará um novo rumo ao grupo.

Bem, me estendi demais, mas a série é isso.
Perguntas como “mas porque o planeta está em meio a um apocalipse zumbi?”, ou “o que aconteceu enquanto Rick estava em coma?”, não foram respondidas, ninguém sabe se o que transformou as pessoas em zumbi foi um vírus, uma bactéria, não há cura, não há o que fazer por enquanto.

E o que me chamou atenção é que mesmo não curtindo o tema Apocalipse Zumbi, acho que um dia, veja bem, um dia, isso infelizmente pode acontecer já que hoje em dia os cientistas fazem tantas mutações genéticas e experiências na busca da cura de muitas doenças.

Ao longo dos episódios fica claro que não são os zumbis – ou errantes – os vilões da história, mas os próprios humanos que não sabem lidar com mudanças, incapazes de se entenderem e se unirem mesmo em meio ao caos estabelecido.

Se eu recomendo?
Sem sombra nenhuma de dúvidas, a série é tudo de bom mesmo, com conflitos, romance, drama, bang bang, enfim, é uma série completa e que ao meu ver, vale muito a pena!

Se vc ainda está resistente, dá uma olhadinha no trailler abaixo:


Fica a dica.

1 comentários:

Juh** disse...

Oi Ju!!
Ainda não tive coragem de assistir essa série hehehe, zumbis só no Residente Evil e nos livros! Mas depois deste post, confesso que estou tentada a assistir pelo menos uns dois episódios para saber como é. Quem sabe eu curto né?

Beijos

Postar um comentário