26 de fev de 2012

Grau 26 - A origem - Anthony E. Zuiker


Título: Grau 26 - A origem
Autor: Anthony E. Zuiker com Duane Swierczynski
Editora: Record
ISBN: 9788501088833
Ano de lançamento: 2009
Páginas: 420
Classificação:



Os representantes da lei sabem que assassinos são categorizados em uma escala de 25 graus de perversidade, desde os mais simples oportunistas do Grau 1, aos torturadores metódicos do Grau 25. O que quase ninguém sabe — com exceção de um grupo de investigadores de elite comandado pelo talentoso detetive Steve Dark — é que uma nova categoria de assassinos está para ser criada. Apenas um homem pertence a essa categoria. Seus alvos: Qualquer um. Seus métodos: Ilimitados. Seu nome: Sqweegel. Sua classificação: grau 26.


Essa é a típica história que te prende do começo ao fim, é o típico livro rico em detalhes que te envolve ao ponto de só parar quando o livro termina. E para dar mais asas para a imaginação, existem vídeos que podem ser abertos ao longo da leitura com as palavras chaves que o próprio livro fornece. Tudo isso para que a leitura fique mais completa e para visualizar melhor aquela cena que as vezes fica confusa na cabeça do leitor.

De um lado temos Sqweegel, um homem frio, capaz das maiores barbáries já cometidas, seus assassinatos sempre tem requintes de crueldade extrema, infligindo dor, humilhação e pânico em suas vítimas.
Ele acredita estar em uma missão divina parar livrar o mundo do mal. Ao longo dos anos que cometeu assassinatos nunca deixou nenhum rastro – a não ser os que queria deixar propositalmente. A única coisa com a qual ele não contava é que havia uma pessoa que conseguiria chegar mais próximo do que ele queria.

Do outro lado temos Steve Dark, um policial bonitão que começou uma caçada alucinante ao monstro quando teve toda sua família adotiva massacrada por Sqweegel. Dark entrou na mente do monstro e passou a pensar como ele, e assim, ficaram cara a cara em Roma, porém, por um erro ele perdeu a chance de fazer justiça como queria, e por ter chego tão perto, pagou um preço alto demais.

O que Dark não esperava é que após muito tempo Sqweegel estava a espreita, vigiando passo a passo da vida de Dark – que após fracassar e chegar ao fundo do poço se refez, agora era casado e estava esperando o nascimento de seu primeiro filho – passo a passo da vida de Sibby e mais presente do que ambos poderiam imaginar.

Dark era o melhor dos melhores na caçada à monstros como Sqweegel, mas havia decidido se aposentar após o massacre a sua família, porém, um assassinato a uma jovem de 17 anos o força a retomar a busca ao único assassino de grau 26, pressionado pelo secretário de segurança do EUA, ou Dark retomava a caça ou seu antigo chefe e amigo Riggins seria assassinado pelos homens das Artes Negras, e conseqüentemente seria perseguido também.

Uma corrida alucinante se inicia quando Dark percebe que Sqweegel não quer somente atingi-lo, mas quer atingir sua família também, correndo contra o tempo para deixar o bebê e Sibby em segurança.

Para isso Dark tem que entrar na cabeça do monstro novamente, enfrentar seus fantasmas passados, pensar como o monstro pensaria e agir como ele agiria. Tudo isso numa velocidade anormal, pois Sqweegel parece estar em todos os lugares o tempo todo.

Ao fim do livro, muitos questionamentos continuam, e acredito que serão esclarecidos no próximo livro da trilogia Profecia Dark.

Confesso que achei o livro forte, é muito rico em detalhes, e claro demais, tão claro que algumas cenas eu reli para ter certeza que a atrocidade que eu havia acabado de ler era aquela mesma, estampada com palavras tão claras a minha frente.
É uma ótima leitura, e o livro pode ser perfeitamente compreendido sem os vídeos.

Curiosidades:

O autor do livro é o mesmo criador da série de TV CSI, que está entre a mais assistida do mundo.
• O 4º episódio da 11ª temporada tem a participação especial de Sqweegel – como ele mesmo, com um episódio com seu nome.

E para finalizar, o trailler do livro.