8 de mar de 2012

Confie em mim - Harlan Coben


Título nacional: Confie em mim
Título original: Hold Tight
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788599296462
Ano de lançamento: 2006
Lançamento no Brasil: 2009
Páginas: 320
Classificação:

Preocupados com o comportament cada vez mais distante de seu filho Adam – principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo, Spencer Hill -, o Dr. Mike Baye e sua esposa, Tia, decidem instalar um programa de monitoração no computador do garoto.

Os primeiros relatório não revelam nada importante. Porém, quando eles já começavam a se sentir mais tranquilos, uma estranha mensagem muda completamente o rumo dos acontecimentos: “Fica de bico caladao que a gente se safa.”

Perto dali, a mãe de Spencer, Betsy encontra uma foto que levanta suspeitas sopbre as circunstancias da morte de seu filho. Ao contrário do que todos pensavam ele não estava sozinho naquele nite fatídica. Teria sido mesmo suicídio?

Para tornar o caso ainda mais estranho, Adam combina de ir a um jogo com o pai, mas desaparece misteriosamente. Acreditando que o garoto está correndo grande perigo, Mike não medirá esforços para encontra-lo.

Quando duas mulheres são assassinadas, uma série de acontecimentos faz com que a vida de todas essas pessoas se cruzem de forma trágica, violenta e inesperada.

Confie em mim é um suspense eletrizante, mas também um convite a reflexão sobre temas mais profundos. Neste livro Harlan Coben – vencedor de diversos prêmios e oresebça constante nas listas de mais vendidos de todo o mundo – aborda assuntos atuais, como a facilidade de acesso a informações na era da internet, e questiona os limites no relacionamento entre pais e filhos: quando é hora de intervir? Quando o melhor é simplesmente confiar? Até onde você iria para protger as pessoas que mais ama na vida?

Resenhar os livros do Harlan Coben é um desafio, pq ele sempre me deixa pensando, a história que ele conta sempre poderia ter sido real, poderia acontecer comigo, com um vizinho, com um amigo...
Ao terminar a última página do livro, me veio à cabeça um pensamento “Quem perde a confiança de alguém não tem nada mais a perder."

O início do livro é abrupto, logo de cara no primeiro capítulo temos um assassinato brutal cometido com requintes de crueldade.

A seguir temos histórias que vão se cruzando, e que no final se completam de uma forma que ninguém consegue imaginar, todas as pontas se unem, é inacreditável.

E o mais inacreditável é que todas as histórias tratam o mesmo assunto: confiança.
Algumas de um modo direto e sem rodeios, outras de um modo mais discreto, mas a base do livro é a confiança.

Na minha humilde opinião, é uma das tramas mais complexas do autor, o tema principal não é desenvolvido logo de cara, a história vai se revelando pouco a pouco.

Adam Baye havia sido uma criança alegre e feliz, porém, após o suicídio de seu melhor amigo Spencer Hill, ele se tornou um jovem recluso, apático e revoltado, ficando cada dia mais distante de sua família.
Seus pais não entendiam como isso poderia tê-lo afetado tanto, mas sabiam que de algum modo a morte do amigo o afetara diretamente a ponto dele se transformar em uma outra pessoa, que agora vivia em um mundo inalcansavél.

Preocupados, o Dr. Mike Baye e sua esposa Tia, decidem instalar no computador do filho um programa de monitoramento, inicialmente nos relatórios não consta nada de preocupante, até que uma mensagem muda completamente as coisas “Fica de bico calado que a gente se safa!

Enquanto isso, os pais de Spencer sofrem pela ausência do filho. Ron, o pai, mesmo com o coração triste quer seguir em frente, enquanto Betsy sofre desesperadamente a morte do filho.
Questões como “Aonde erramos?” e “Como não notamos tantas mudanças?” destroem o coração de Betsy, e em meio a tanta dor e sofrimento ela encontra uma foto do filho da noite do suicídio que levanta suspeitas sobre as circunstâncias em que ele morreu, ao contrário do que todos diziam, Spencer não estava sozinho naquela noite, teria sido mesmo suicídio?

Sem saber o que fazer e como agir, Betsy confronta Adam com a foto em mãos, mas o garoto afirma não saber de nada, e misteriosamente, naquela noite desaparece.

Preocupados e desesperados com o sumiço repentino do filho, seus pais não medirão esforços para encontra-lo e trazê-lo de volta pra casa em segurança.

Enquanto isso, a chefe de investigações Loren Musse, lida com o preconceito dos investigadores que consideram inadequado uma mulher ocupar tal cargo, porém, de modo inteligente ela vê a ligação de dois casos distintos – uma aparente prostituta assassinada e uma dona de casa desaparecida – e resolve investigar.

Em dado momento da narrativa, todas as histórias irão se fundir de maneira brutal, trágica, e inesperada. Por consequência de um único ato, destinos serão alterados para sempre.

Histórias paralelas aos poucos vão surgindo, e mostrando sua importância na narrativa.

Além das histórias acima citadas, conheceremos Yasmin, uma doce e alegre menina - criada apenas pelo dedicado pai Guy Novak - que por um infeliz incidente com um professor, tem todo seu comportamento alterado, já que esse incidente transforma a vida da menina em um inferno, virando tudo de cabeça para baixo.
Também temos Dante e Susan Loriman, que correm contra o tempo para encontrar um doador de rim compativel para o filho Lucas, ao ver o filho a beira da morte Susan coloca a prova um dos maiores segredos de sua vida.

O final é inesperado, mas muito bem trabalhado, tudo se encaixa perfeitamente.

Como eu já disse é um livro sobre questionamentos e confiança, até onde os pais podem ir para proteger os filhos, até onde dar asas e quando interferir?
Nessa narrativa vemos de perto até onde o amor dos pais pelos filhos vão, e mais que isso, vemos até onde o amor de um filho pelos pais pode chegar.
Até onde você iria, de que você abriria mão para proteger aqueles que ama?

É uma leitura interessante e que vale a pena, uma vez que os livros do Harlan Coben são sinônimo de sucesso e bom entretenimento!